Tendo como tema "a escultura e o passante" e considerando o fato de que a personalidade de cada cidade é adquirida através das pessoas que nela habitam e do modo como estas pessoas vivenciam o cotidiano de suas esquinas, praças, viadutos, ruas e edifícios, podemos buscar na cidade os símbolos que povoam o imaginário de seus cidadãos, assim como buscar nos cidadãos estes símbolos - referências de seu tempo, de seu lugar, de sua vida. A instalação "Descalços" compartilha desta busca, uma vez que traduz o cotidiano das passagens, das travessias, dos passantes...

Esse site foi feito para disponibilizar as propostas, experiências e questões do projeto coletivo "Descalços", Aqui você vai encontrar o registro de todas as etapas de realização desta instalação, desde o texto do projeto até a materialização deste na rua, da pesquisa de materiais aos ensaiso fotográficos feitos durante o período de feitura. Bem como textos sobre outras intervenções, sobre a relação arte e cotidiano, etc.

    Bem vindo...

 

 

    Agradecimentos: Fabrício Fernandino, Liliza Mendes, Seu Marcos e Ênio (da Fundição do Russo - Rio Acima/MG), Tarcísio, Cléber Falieri, Lísia Maria, Ana Vladia e Paulinho Marques (da Fundição Artística Paulo Marques), Alexandre (da Casa da Resina), Lícia Cléa Veiga, Mariana Prandini, Augusto Freitas e a todos os amigos que doaram seus sapatos velhos para o projeto.


qualquer problema, sugestão, informação ou comentário,
entre em contato com Marcelo Terça-Nada! ou
Ricardo Sousa.

Descalços - Página Inicial